Pessoas que trabalham com carteira assinada podem receber o Bolsa Família?

O Bolsa Família é um programa social que proporciona suporte financeira para família que se encontram em situação de pobreza e pobreza extrema.

Este recurso dispõe de vários requisitos de participação, o que acaba deixando muita gente confusa. Você sabe se pessoas que trabalham com a carteira de trabalho assinada podem receber o valor do Bolsa Família? Entenda mais a seguir.

O que é o Bolsa Família?

O Bolsa Família é um programa ade transferência de renda criado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em seu governo. O principal intuito desta inciativa é mudar o cenário de fome e pobreza no país e por isso, proporciona o subsídio das necessidades básicas da família cadastrada.

O valor da bolsa sofre influência direta do salário mínimo, já que o calculo dos gastos básicos da família é realizado com base na remuneração base vigente.

Supostamente, o valor do Bolsa Família deve ser suficiente para custear o acesso à educação, vestimenta, alimentação, saúde, e transporte do núcleo familiar cadastrado.

Quem tem direito?

Mas final, quem trabalha de carteira assinada por se cadastrar no programa? Bem, não é todo mundo que pode participar do Bolsa Família. Confira a seguir os requisitos:

  • Quem tiver renda mensal de até R$ 85,00 por pessoa para a declaração de pobreza extrema;
  • Quem tiver renda mensal de até R$ 170,00 por pessoa para a declaração de pobreza.

Portanto, quem começar a trabalhar de carteira assinada pode continuar recebendo o valor da bolsa, desde que a renda per capita não ultrapasse meio salário mínimo. O beneficiado continuará recebendo a bolsa por dois anos.

No caso da remuneração base ultrapassar o limite estabelecido pelo programa, a família perde o benefício da bolsa. Por isso, fique atento às informações do calendário Bolsa Família 2019.

Como me inscrever?

Está de acordo com os requisitos do programa e quer saber como se cadastrar no Bolsa Família? Siga o processo a seguir:

  • Realize o seu Cadastro único;
  • Reúna toda a documentação necessária dos responsáveis e dos dependentes;
  • Se dirija a uma unidade responsável pelo recurso em sua região;
  • Faça a solicitação;
  • Aguarde a avaliação de uma assistente social.

Depois da aprovação, será liberado o seu cartão do Bolsa Família, ou caso você já possua o Cartão Cidadão, receberá o valor direto através do recurso. Com o processo resolvido, é só ficar de olho no calendário do programa e fazer o seu saque mensal e uma Caixa Econômica Federal ou caixa eletrônico.