Qual o momento certo de trocar de carro?

Há quem simplesmente sinta vontade e vá a uma concessionária mudar de carro. Outros apenas veem um novo modelo de seu veículo preferido e mudam. Trocar de carro é possível a qualquer momento para quem pode pagar mas pode ser algo a ser feito com mais cautela. Escolhendo o momento certo para a troca economiza-se em diversos fatores e pode-se aproveitar uma melhor oportunidade.

Por que não manter muito tempo um carro?

Poucos hoje mantém o mesmo veículo na garagem por muitos anos. O apego sentimental deixou de ser importante quando se trata de ser dono de um carro. Um dos principais motivos é o preço: quanto mais anos de vida possui um veículo mais barato ele fica

A desvalorização no mercado de automóveis é uma das mais rápidas. É possível vender uma roupa usada poucas vezes por menos R$ 50 do seu valor original, mas com o carro não. Já saindo da loja ele deixa de ser 0 km e começa a valer 10% a menos. Com mais de um ano 30% do valor original é daquele carro o qual você removeu os plásticos dos bancos e pneu.

Manter um veículo novo na garagem por muitos anos não vale a pena no mercado. Sendo comprado 0 km ou não é mais vantagem passar adiante.

O momento certo de vender um 0 KM

Os fãs de modelos de carros do ano que adquirem sempre 0 km devem escolher o momento certo para vender perdendo menos. E qual seria este tal momento? Antes da primeira revisão. 

A primeira revisão deve acontecer sempre entre os 50 e 60 km rodados. É a mais cara, quando deve-se trocar correia dentada, pneus e amortecedores. Se a ideia é economizar em gastos pode colocar para venda. 

Com menos de 60 mil km rodados o veículo está em ótimo uso e com bom valor no mercado. Para quem compra ele arca com baixos custos e aproveitar o bom olhar do mercado por ser um carro semi novo. 

É após os 50 km rodados que as chances das peças começarem a quebrar são maiores. Os mecânicos dizem que é quando “começa a dor de cabeça”. Então trocar por um novo (em especial para quem não entende nada de carros) é o período ideal. 

O momento certo de vender um carro comprado já usado

Com os carros usados é importante manter a ideia de que acima de 200 km rodados ele vale muito pouco. Quanto mais rodar mais chances de perder dinheiro em uma revenda. E com quilometragem alta os problemas são constantes. 

O ideal é vender quando o motor ainda está com o máximo das peças originais. É quando as concessionárias pagam mais se a ideia for dar o veículo como entrada. Não importa o estado da pintura e lataria desde que o motor esteja em ótimo estágio de conservação. 

Os compradores particulares observam mais detalhes de pintura e lataria. Vale a pena levar o carro para a oficina para um ‘martelinho de ouro’ e pintura nova se for muito danifica em acidentes e ação do sol e do tempo.